Máscaras que salvam Vidas e protegem a Economia

Sabemos que o uso de máscaras auxilia a frear a propagação do novo coronavírus. Mas fora isso, uma equipe do grupo financeiro Goldman Sachs, com sede em Nova York, acredita que as máscaras também são um benefício para a economia.

Com o uso do equipamento de segurança, economistas argumentam que podem ser evitadas paradas econômicas, além de preservar 5% do PIB dos EUA.

O relatório aponta que com a queda de 1,6% para 0,6% na taxa de infecções diárias por covid-19 pode refletir em redução semelhante no fechamento de comércios, minimizando queda no PIB. Para os especialistas, as máscaras funcionam para conter o novo coronavírus, e são menos dolorosas economicamente do que o fechamento total da economia.

Ainda de acordo com o estudo, os Estados Unidos se distanciam de outros países quando falamos em máscaras faciais. Na Ásia, por exemplo, o uso é comum há algum tempo e ficou ainda mais popular durante a pandemia. Na Europa, também é comum o uso das máscaras em público. Já nos EUA, sem obrigatoriedade ou tradições culturais, as máscaras tornaram-se uma questão polarizada e politizada. Após o surgimento das medidas de proteção no país, como a obrigação do uso de máscaras, a porcentagem de pessoas que utilizam com frequência aumentou 25% em um mês.

Vale frisar que os autores do estudo não são especialistas em saúde pública, mas fizeram o relatório com a intenção de proteger os interesses econômicos dos investidores do Goldman Sachs. Para uma epidemiologista da Universidade Johns Hopkins, não é fácil identificar com clareza o efeito da obrigatoriedade das máscaras nos EUA, já que cada estado implementou uma política diferente. Ainda assim, a profissional esclarece que o equipamento de proteção é sim importante para o combate à pandemia.

De modo geral, a resistência ao uso das máscaras no país parece ser baixa. Uma pesquisa feita recentemente pelo New York Times em parceria com a Siena College mostrou que 54% das pessoas sempre usam o equipamento quando vão se expor em público. Outras 22% afirmam que utilizam quase sempre, e somente 22% disseram que usam raramente ou nunca.

Fonte: fastcompany.com

Equipe Técnica

Profissionais Multidisciplininares

Fale com o Autor deste Artigo

e deixe sua pergunta.