Fusões e Aquisições no Setor de Fertilizantes

O aumento do ritmo de fusões e aquisições neste setor é uma questão de tempo. A grande questão não é saber quem serão os atores neste movimento, mas quais empresas estarão preparadas para aproveitar as oportunidades deste momento.

Adquirida pela Pátria Investimentos em 2011, a Agrichem do Brasil S.A. mais que dobrou seu faturamento desde então, encerrando 2017 com uma receita líquida de R$ 181 milhões. Em janeiro deste ano a Nutrien (fusão entre Potash e da Agrium) assinou um acordo para incialmente adquirir 80% da empresa.

Localizada em Ribeirão Preto/SP, a Agrichem é uma empresa de fertilizantes que faz parte de um segmento bastante promissor, o das Indústrias de Tecnologia de Nutrição Vegetal, que cresceu cerca de 45% nos últimos 3 anos, alcançando um faturamento estimado de R$ 6,4 bilhões em 2017 segundo levantamento feito pela ABISOLO (Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal). Concentrado no Estado de São Paulo e com predominância de empresas de pequeno e pequeno-médio porte, o setor das Indústrias de Tecnologia de Nutrição Vegetal promete ser o palco de diversos outros movimentos de fusões e aquisições num futuro próximo.

O cenário de recessão econômica vivido nos últimos anos mostra-se como um dos grandes desaceleradores deste processo, sendo um dos últimos movimentos observados a 3 anos atrás, onde empresa fabricante de fertilizantes foliares Dimicron foi adquirida pela gestora de fundos de participação Aqua Capital com objetivo de fazer a fusão com a fabricante de fertilizantes especiais Aminoagro.

Entretanto, o aumento do ritmo de fusões e aquisições neste setor é uma questão de tempo. A grande questão não é saber quem serão os atores neste movimento, mas quais empresas estarão preparadas para aproveitar as oportunidades deste momento.

As empresas devem estar preparadas para extrair o máximo de valor do negócio, tanto na compra como na venda, cuja estratégia (de aquisição, fusão ou saída) deve ser planejada e implementada alguns anos antes para que resultado esperado seja atingido.

Para aqueles que pretendem se capitalizar e sair do mercado, entender quanto vale seu negócio hoje e o que poderia ser feito para aumentar seu valor nos próximos anos é fundamental. Tão importante quanto o valor a empresa, é necessário entender se a estratégia do negócio sustenta e dá coerência ao resultado obtido numericamente.

Para quem planeja crescer através de fusões e aquisições, torna-se fundamental mapear, analisar e compreender as oportunidades (e necessidades) neste setor em função da estratégia de médio-longo prazo estabelecida pela organização.