Os primeiros e importantes passos da Governança Corporativa

Dando continuidade à primeira matéria sobre Governança Corporativa, e repetindo que erradamente, muitos pensam que se resume à formação do Conselho de Administração, e o que é mais errôneo, composto apenas por membros da família , muitos deles sem nenhum preparo para desempenhar um bom trabalho neste importante órgão da administração.

Sendo a Governança Corporativa o sistema pelo qual as organizações são dirigidas, monitoradas e incentivadas, envolvendo o relacionamento entre Sócios, Conselho de Administração, Diretoria, Órgãos de Fiscalização e Controle e Demais Partes Interessadas, temos buscado através da sua implantação, trazer objetivando seus pilares, a TRANSPARÊNCIA, EQUIDADE, PRESTAÇÃO DE CONTAS E RESPONSABILIDADE CORPORATIVA. Por meio dos relatórios financeiros diários, a elaboração do fluxo de caixa, incluindo as projeções da movimentação financeira, é feita a correção dos diversos departamentos da empresa, melhor direcionando as receitas e despesas, em função das vendas, entregas, produção, PCP e estoques.

Com a controladoria, entendemos os principais números das empresas, ou seja, a margem de contribuição, incluindo custos e precificação de produtos, o resultado operacional, as receitas e despesas financeiras, o resultado final. Também há uma análise do passivo trabalhista, tributário, financeiro, com fornecedores ou com acionistas.

Em mãos, estes dados diários e mensais, possibilitam a perfeita análise da capacidade de pagamento ou de crescimento, a necessidade de incremento do caixa, além de possíveis distorções operacionais e comerciais.

Também são focos de estudo, suprimentos, produção e vendas, com a apuração profunda de dados, direcionados por planejamento estratégico e acompanhamento diário dos diversos departamentos acima descritos.

Com todas estas áreas da empresa analisadas e corretamente implantadas, é possível desenvolver a estratégia e a integração entre os setores internos e demais partes interessadas.

Simultaneamente, é feita a análise profissional dos Diretores, Gerentes e dos vários níveis hierárquicos do organograma, além dos objetivos e aspirações dos Acionistas ou Quotistas.

Estes são os primeiros passos da Governança Corporativa.

Nas próximas matérias, abordaremos os diversos agentes da Governança, sua atuação e o preparo necessário, porém iniciando pela sucessão, e pela Família Empresária.

Fale com o Autor deste Artigo

e deixe sua pergunta.