Megatendências: projeções para 2022

Já parou para imaginar como ficará o mundo após a vacina da covid-19? Quando a pandemia finalmente acabar, as tendências serão outras.

Em 2012, a EY liderou um estudo com executivos de vários setores relevantes para o PIB do Brasil. Especialistas criaram quatro cenários hipotéticos de igual probabilidade para o país em 2022, e elegeram 30 tendências e duas incertezas críticas para condução da discussão estratégica.

Foram meses de debates e coleta de informações. À época, os executivos participantes não acreditavam em um Brasil com baixa capacidade de investimento e atrelado ao baixo desenvolvimento dos países asiáticos em 2022.

Hoje, quase dez anos depois do estudo, reforça-se a necessidade de sempre revisar as megatendências e incertezas críticas. Eventos climáticos extremos e outras situações como a pandemia da covid-19 transformam o contexto dos negócios, e passam a exigir novas estratégias.

Foram identificadas oito megatendências diretamente ligadas a quatro forças primárias. São elas: tecnologias exponenciais; globalização redefinida; emergência da geração Z; e impactos extremos de alterações climáticas. Esses fatores moldam o contexto em que vivemos e definem o que vai guiar os sistemas econômicos, políticos e sociais.

MEGATENDÊNCIAS

As megatendências identificadas são:

1) descarbonização;

2) guerra fria tecnológica;

3) economia comportamental;

4) mídia sintética;

5) futuro do pensamento;

6) trabalho e vida sem fronteiras;

7) microbiomas;

8) biologia sintética.

É preciso incorporar perguntas em exercícios de planejamento estratégico e projetar cenários através de tendências e incertezas que podem impactar o mercado nos próximos dez anos. Essa previsão pode preparar os líderes para o sucesso e para momentos de crise também.

Fonte: Harvard Business Review

Equipe Técnica

Profissionais Multidisciplininares

Fale com o Autor deste Artigo

e deixe sua pergunta.