Crescimento de Empresas Zumbis no Pós Covid19

[Cadastre-se no Cenário Relevante, o canal de Podcast da C&S]

Na ficção e na cultura popular, zumbi é o mesmo que um corpo de uma pessoa morta, que age como se estivesse viva. As “Empresas Zumbis” tem características semelhantes. Nos EUA, por exemplo, são companhias que foram abandonadas por investidores, mas que ainda assim são capazes de permanecer no mercado com o apoio de bancos e títulos para obtenção de crédito.

É o caso da Oasis Petroleum, que ficou cinco anos seguidos sem conseguir ganhar dinheiro suficiente para cobrir os custos anuais de empréstimos. É o que traz uma publicação do portal americano The Washington Post.

Em 2019, dez anos depois de começar a explorar formações de xisto em Montana, Dakota do Norte e oeste do Texas, a Oasis faturou $ 154 milhões em receita operacional – volume bem abaixo dos $ 176 milhões em juros devidos. As ações da empresa com sede em Houston, que foram negociadas acima de $ 56 em 2014, passaram a custar cerca de $ 1 durante boa parte do ano.

De acordo com dados compilados pelo Deutsche Bank Securities, uma em cada cinco empresas de capital aberto nos EUA é um zumbi. O número dobrou desde 2013, com aumento expressivo a partir do final dos anos 90, quando quase não se observava empresas “meio mortas” cambaleando.

Para economistas, a proliferação de empresas zumbis é reflexo de anos de taxas de juros muito baixas, na tentativa de estimular a economia.

Já no Brasil, apesar de serem semelhantes às americanas, as “empresas zumbi” de pequeno e médio porte se financiam através do imposto: devem para o governo e assim conseguem continuar “mortas-vivas” – com lucratividade próxima a zero. Sem conseguir reverter o prejuízo da operação, as dívidas crescem exponencialmente e o fim é certo, ou seja, questão de tempo.

O mundo pós Covid será duríssimo para as pequenas e médias empresas. Muitas, mais que 1/3 delas, devem morrer lentamente nos próximos anos. É provável que a lacuna econômica deixada pela falência de empresas seja ocupada por empresas ou modelos de negócio inovadores que ainda vão surgir.

A reportagem na íntegra, em inglês, você encontra aqui: https://wapo.st/2BT7RMS 

Equipe Técnica

Profissionais Multidisciplininares

Fale com o Autor deste Artigo

e deixe sua pergunta.