CEO da Pfizer vende US$ 5,6 milhões em ações ao divulgar resultados da vacina

No mesmo dia em que a Pfizer anunciou que a vacina experimental da Covid-19 foi bem sucedida em testes clínicos, o CEO da empresa, Albert Bourla, vendeu 62% de suas ações. Na data, os ativos dispararam quase 15% após o anúncio sobre o imunizante.

Foram vendidas 132.508 ações da empresa a cerca de US$ 41,94 por ação, totalizando US$ 5,6 milhões. As informações constam em documentos registrados na Securities and Exchange Commission.

Para Bruno Siqueira, diretor executivo da C&S, o código de conduta da Pfizer provavelmente prevê esse tipo de situação.

E realmente, isso está correto. A venda de ações foi feita através de uma regra de rotina. O plano de negociação permite aos funcionários da empresa que vendam ações de acordo com informações privilegiadas. Bourla continua com 81.812 ações da Pfizer.

Além de anunciar que a vacina da farmacêutica foi considerada mais de 90% eficaz na prevenção da covid-19, a empresa já trabalha em uma vacina alternativa em pó, já que a atual precisa ser armazenada em temperaturas extremamente baixas.

Vale lembrar que por enquanto a vacina ainda não será distribuída, já que ainda depende de avaliação e aprovação da US Food and Drug Administration.

Fonte: Markets Insider

Equipe Técnica

Profissionais Multidisciplininares

Fale com o Autor deste Artigo

e deixe sua pergunta.