A Transformação Digital em tempos de COVID-19: uma agenda obrigatória

Há 2 anos venho estudando os efeitos econômicos das transformações digitais nas corporações e segmentos. Sempre me pareceu óbvio que as empresas tradicionais sem qualquer vocação ou esforço digital sucumbiriam diante de modelos de negócio em plataforma, que ligam a indústria e serviços ao consumidor final, tudo a partir de um click.

Silvio Meira, conselheiro e mentor da transformação digital do Magazine Luíza, traz, na minha opinião, a melhor conceituação para este tema:

“Transformação Digital é a destruição criativa, em rede, dos modelos de negócio [tradicionais] provocada pela maturidade das plataformas digitais”.

Chamo especial atenção às palavras “(…) destruição criativa(…)”, sobretudo no momento que estamos vivendo. Afinal, ninguém poderia discordar que haveria rupturas na maioria dos segmentos ao longo dos próximos anos, mas que haveria uma janela de transformação digital compulsória em 2020… isso ninguém previu.

É verdade que alguns unicórnios da transformação digital – startups que atingiram US$ 1 bi de valor, tiveram suas ações derretidas nos últimos dias e que o incentivo da tração de faturamento dos fundos de investimento através de cash burn parece ter perdido aderência no contexto em que vivemos. O fato é que esses revezes não nos farão voltar atrás na forma que temos nos relacionado em rede, no modo de fazermos compras de produtos e serviços, não fará com que a incrível combinação de diferentes tecnologias desapareça. Ao contrário: a partir de agora, a velocidade do movimento de transformação aumentará de ritmo e tantos outros unicórnios surgirão para desafiar e competir no seu segmento.

Portanto, neste momento, recomendo que dentre um corte de despesa e outro, consiga um tempo para repensar seu modelo de negócio, para investir parte do pouco que resta no caixa em ações reais de transformação, na certeza de que em breve teremos encontrado uma solução para esta crise e que alguém vai liderar a retomada em seu mercado.

Fale com o Autor deste Artigo

e deixe sua pergunta.