Os Modelos da Controladoria

A Controladoria, possibilita um melhor entendimento da situação, auxiliando a empresa a alcançar maior eficácia organizacional. Após definido quais são as suas funções, torna-se importante decidir qual o modelo ajuda a empresa a cumprir a sua missão.

Não há nenhum modelo especifico a ser seguido e é difícil que sejam realizados isoladamente. Antes de definir qual melhor se encaixa com a sua empresa, deve-se pontuar qual é a necessidade da mesma ao curto, médio e longo prazo.

Dividido em 4 características, são chamados de: Modelo de Gestão; Modelo de Decisão; Modelo de Informação e Modelo de Mensuração. Vejamos cada um deles a seguir:

O Modelo de Gestão, foca mais no controle dos indivíduos, pois traduz o conjunto de ideia, valores e crenças dos principais executivos em princípios e definições organizacionais. Por isso, alguns conceitos são avaliados, tais como: estilo de gestão, comunicação, avaliação de desempenho ou avaliação de resultado. O seu processo envolve: planejamento estratégico, planejamento operacional, programação e controle.

O Modelo de Decisão, busca a escolha da melhor ação a ser seguida para se alcançar os resultados desejados. O seu processo diz respeito a uma sequência de etapas lógicas realizadas pelos gestores: definição do problema, obtenção dos fatos, formulação das alternativas e ponderação e decisão.

Referente ao Modelo de Informação, é ela quem proporciona a certeza. Importante para o processo decisório, guia o gestor à visualização de qual caminho deve-se seguir para obter o melhor resultado econômico.

E, por fim, o Modelo de Mensuração, que visa medir algum objetivo de acordo com determinada regra. O seu processo envolve: identificar o tipo de decisão de ser tomada, definir a unidade de mensuração e quais critérios serão utilizados.

Um exemplo em que é possível visualizar a utilização de mais de um modelo é na análise do DRE (Demonstração de Resultados do Exercício). Nele, pode-se ter visão informativa, considerando o que aconteceu nas movimentações da empresa. Essa informação pode ser usada como premissa na tomada de decisão. Além disso, caso tenha sido planejado um orçamento, o DRE serve para mensurar se o que foi planejado está sendo realizado.

Portanto, basta uma análise detalhada para compreender qual necessidade a empresa deseja suprir e qual visão o gestor busca ter de sua operação e resultados.