Os Conselhos de Administração e o Planejamento das Empresas

Há uma enorme discussão sobre a existência dos Comitês de Planejamento nos Conselhos de Administração.
Quero aqui afirmar que sou plenamente a favor, que o Conselho de Administração deve sempre ter a missão de zelar pelo planejamento estratégico, e indo mais além, também ter uma atuação robusta em sua elaboração.

São muitas as correntes que pensam a respeito, no entanto, a mais consistente e a que defendo, é a formação de um comitê de planejamento com a presença de conselheiros preparados para esta missão e a assessoria por profissionais externos quando necessário.

Pode-se afirmar que, embora o executivo principal sinta no dia a dia as variações e tendências do mercado, é o conselho, principalmente na pessoa do seu presidente, quem deve observar, analisar e direcionar o negócio.

Deve para tanto contar com um seleto e competente grupo de conselheiros, os quais traduzam para o planejamento os rumos e diretrizes a serem tomadas.

Acredito na composição entre executivos, consultores e conselheiros para a análise e elaboração de um bom plano, o qual deve ser conduzido, após sua conclusão, pelos executivos e zelado pelos conselheiros.

Fica aqui um alerta para as empresas que não tratam desta matéria, o planejamento, com atenção: o bom planejamento, sua execução e sua fiscalização, direcionam o negócio ao sucesso, e aquelas empresas que o ignoram, caminham à passos largos para o encerramento das atividades.