Os 7 mitos sobre Operações de Financiamento do BNDES

Desde quando iniciamos nossas atividades em 1975,temos ouvido muitas coisas sobre o BNDES, que não condizem com a verdade. São mitos, que na versão popular, se tornam correntes de pensamento, desviando os empresários do verdadeiro caminho para o crédito.

1. Pessoas se dizendo influentes, e que conseguem o crédito mediante propina. Posso afirmar categoricamente, que não existe, e que jamais soube de um caso real. É um Banco sério, com profissionais sérios e éticos.

2. Gerentes de Bancos aprovando operações de repasse. Impossível, pois estas operações dependem em primeiro lugar, da aprovação do limite de crédito. Depois será estudado o Projeto Econômico e Financeiro, provando a viabilidade do empreendimento, além de ter as solicitações enquadradas nos programas do BNDES. É importante observar, que projetos com valores acima de R$ 10 mi, podem ser direcionados diretamente ao BNDES, e os abaixo deste valor, necessitam de repasse de um Agente Financeiro (Banco) credenciado, com exceção de alguns produtos de crédito.

3. O dinheiro do BNDES sai em dois ou três meses. Não sai, porque para que todos os itens, desde a aprovação do limite de crédito pelo Banco repassador, a elaboração do projeto e sua análise, até a aprovação e liberação, deve demandar de seis a oito meses, se não mais. Daí, muitas empresas entram em situação difícil, antecipando os investimentos, aguardando o dinheiro rápido do crédito.

4. Dá para aumentar o valor requerido, para sobrar mais dinheiro. Errado, pois em primeiro lugar, o dinheiro é liberado para os fornecedores, exceto o capital de giro associado, que vem na última parcela. O mais crítico deste item é a desonestidade, pois em minha opinião nem deveria ser cogitado por Empresários de respeito.

5. Não são necessárias garantias. Também é um equivoco! Basta verificar no site do BNDES, que este tópico é bem explicado. Não tem nenhuma lógica, um crédito de longo prazo, ser efetivado com garantias “podres”, ou até mesmo sem elas.

6. É possível o crédito com o BNDES, mesmo com os impostos em atraso. Sendo um Banco Estatal, é imprescindível a apresentação das certidões negativas dos impostos. Sem as quais, nada feito.

7. A operação de crédito pode ser feita, mesmo com o investimento já feito pela empresa. Para entender melhor este tópico, é importante atentar à regra seguinte: O valor aprovado, dependendo da classificação do tamanho da empresa e dos itens a serem investidos, é variável, sendo um percentual do Investidor, geralmente entre trinta e quarenta por cento, e sessenta ou setenta para o Banco, podendo em alguns casos aumentar ou diminuir. Existe uma tabela para isso. A parcela do Investidor é chamada de recursos próprios. Quando os investimentos já estão feitos, podem ser considerados como parcela de recursos próprios, obedecendo os percentuais, e um prazo de seis meses. Portanto, se o projeto já está pronto, não existe possibilidade de crédito.

Não acredite nestas invenções. O BNDES é criterioso, porém existe e possibilita que seus projetos sejam efetivados, dentro de normas técnicas, demonstradas nos Projetos Econômicos e Financeiros.


A C&S Projetos e Mercado desenvolve projetos de investimento financiados pelo BNDES ou outras agências de fomento. Saiba como podemos ajudá-lo, clique em Projetos BNDES.