Modelagem financeira – instrumento na tomada de decisões

A instabilidade político-econômica no Brasil e no mundo, exige que as empresas tenham um olhar dinâmico para o gerenciamento de riscos.

Em um cenário onde as mudanças ocorrem rapidamente, qualquer influência de cunho político, tecnológico ou econômico, podem desestabilizar uma empresa e criar incertezas e pressão para uma organização.

Atualmente, é quase impossível encontrar uma empresa que não viva em um ambiente de instabilidade e competitividade crescente. Isso exige que seus acionistas tenham um olhar inovador com uma gestão ágil e transparente dos recursos da companhia.

Neste sentido, além da necessidade de se ter um conselho de administração para discutir as estratégias, controles, políticas internas e externas, é imprescindível que as empresas tenham total controle de seu planejamento financeiro.

Através da modelagem financeira, os conselheiros terão suporte no planejamento estratégico e na tomada de decisões. Com ela, será possível estimar resultados para projetos específicos, além de possibilitar a simulação de diversos cenários orientados para o gerenciamento de riscos e para avaliação de novos investimentos.