Fusões e aquisições: uma oportunidade apenas para grandes corporações?

M&A é a sigla inglesa para Merger and Acquisitions, ou seja, Fusões e Aquisições.
O processo de fusões e aquisições é um recurso eficiente nas estratégias de crescimento empresarial.

Através deste processo as empresas podem conquistar a expansão de negócios, ampliar seu mix e escala de produtos e serviços, se consolidar no mercado de atuação e se tornarem mais competitivas.

Principalmente nos dias atuais, que enfrentamos problemas com a crise econômica brasileira, diversas empresas vêm se somando com outras corporações e parceiros internacionais em busca do sucesso e expansão da empresa.

Muitos empresários acreditam que os processos de fusões e aquisições podem ser desenvolvidos apenas por grandes corporações, que tenham capital na bolsa de valores ou um faturamento de milhões de dólares.

Mas ao contrário do que muitos pensam, o processo de M&A não é restrito às multinacionais, muitos empreendedores podem utilizar desde processo para comprar ou vender uma empresa.

Seja pela ausência de herdeiros para direcionar o negócio, mudança de país, foco em outros negócios, ou qualquer outro motivo, as estratégias de venda de uma empresa precisam estar totalmente niveladas aos objetivos da transação.

Para que a transação de M&A seja bem sucedida, é imprescindível que tudo esteja bem alinhado: desde o desenvolvimento do valor de mercado da empresa (Valuation), até as definições das teses de venda, planejamento das estratégias de abordagem, elaboração de contratos de confidencialidade, negociações e, finalmente, os contratos de formalização do processo.

Embora pareça muito complexo, tratado de forma habilidosa e estratégica, o processo de M&A é um instrumento fundamental para gerar valor a uma empresa, ele garantirá que os dados sejão divulgados de forma ética e transparente, proporcionando segurança aos vendedores e compradores na tomada de decisão.